Conheça o segredo de imunidade de Madre Teresa contra todos os vírus

abril 14, 2020 Por Ana Carvalho 0

por Elizangela Fiorese

Vou discorrer sobre uma história que acredito ser muito pertinente com o momento que vivemos, contado pela professora de fitoenergética Patrícia Cândido em seu livro Grandes Mestres.

A história relata a passagem de vida de Agnes Goncha Bonatil, conhecida pela humanidade por seu nome espiritual Madre Teresa de Calcutá.

Madre Teresa residia na República da Albânia, um país localizado na península dos Bálcãs, na Europa oriental.

Por volta de seus 12 a 13 anos já participava de um grupo de missionários da igreja e nesses grupos ela recebia cartas de missionários que estavam a trabalho na cidade de Calcutá, na Índia.

Uma carta e o chamado para Calcutá

Um dia, leu uma destas cartas que contava sobre a realidade de crianças que não tinham casta no país, eram crianças que ao nascer não tinham o direito de viver, eram jogadas vivas nos lixões para serem comidas pelos ratos.

Esta realidade acontece até hoje no país e estas crianças são chamadas de Dalitz, ou seja, são crianças que nascem de uma relação onde os pais não se casam, ou de um estupro.

São vistas como intocáveis, não fazem parte de nenhuma classe, sendo Xatrias (militares), Bramades (sacerdotes), Vaixas (fazendeiros, comerciantes) e os Sudras (pessoas que servem classes superiores). A origem da palavra Dalitz, vem de pisado, quebrado, oprimido.

Desde o dia em que leu a carta, Madre Teresa ficou muito tocada com a situação e decidiu que iria servir o planeta sendo freira para poder sair nesta missão.

A missão

Conseguiu autorização do Papa para seguir seu propósito, quando tinha quase 40 anos de idade, com curso de Enfermagem e Geografia. O Papa precisava da certeza de que ela estava preparada para esta missão, porque a vida seria muito difícil, era algo abaixo da linha da miséria.

Madre partiu dizendo que estava muito feliz, e que esta era sua missão, fazendo o mesmo que Jesus, ficar perto dos pobres.

Pois então chegou à cidade de Calcutá e começou a resgatar as tais crianças que eram jogadas ao lixo, conseguiu um pavilhão que estava abandonado, e ali ficou cuidando dos que precisavam e a procuravam.

Água, sabão e cura

Quando Madre Teresa começou a dar banho nas pessoas e fazia espuma com o sabão, acharam que ela era algum tipo de bruxa, que estava fazendo uma mágica, pois o indiano pobre não tinha acesso ao sabão. Só de lavar estas pessoas e colocá-las em local limpo já se curavam.

Seu patrimônio era um balde, com dois pares de roupas íntimas, documentos, um terço e, no lugar do hábito de freira, optou por se vestir com sári, roupa usada pelas mulheres indianas.

As pessoas perguntavam a ela, você fez voto de pobreza?  E ela respondia: o balde e poucas coisas tornam minha vida flexível!

Vírus, leptospirose, lepra e zero contaminação

Trabalhou até o fim de sua vida com todo tipo de vírus, leptospirose e lepra, nunca foi contagiada, nunca teve auxilio de remédio, dinheiro e apoio. Mais tarde fundou a ordem das missionárias da caridade onde recebia ajuda de algumas mulheres.

Suas ferramentas eram três:

ÁGUA, SABÃO E AMOR.

Madre Tereza nunca pegou nenhuma doença, tinha muito amor pela humanidade. Relatos de terapeutas que trabalham com estudos do centro energético do corpo, mais conhecido como chakras, contam que do lado esquerdo do peito temos uma glândula chamada TIMO e é nela que chegam as nossas células da imunidade.

Supõe-se que Madre Teresa desenvolveu este ponto vital de tanto amor pelas pessoas que ela ajudava. O ser humano é um organismo super evoluído, tem um lobo frontal desenvolvido, raciocínio, consegue fazer coisas incríveis.

Mas também é necessário entender que nossas células têm um sistema energético próprio.

Amor: o grande segredo da imunidade de Madre Teresa

Logo, o que ajuda a manter estas células saudáveis é a glândula do  TIMO, glândula das células T, que produzem linfócitos T, células do sistema de defesa que ajudam nosso sistema linfático a produzir nossa imunidade.

O combustível para o bom funcionamento da glândula Timo é o amor, alegria, paz, harmonia, lucidez, simpatia, empatia, solidariedade, perdão.

Se vibrarmos no medo, com mágoa, ansiedade, raiva, stress, paixões obsessivas, preocupação, competição, neurose, a glândula do TIMO fica sem combustível e baixa sua performance, murcha, ficando do tamanho de uma uva passa, parando de produzir e funcionar.

Ai vêm a depressão, tristeza, baixa autoestima, comparação com os outros e ficamos doentes. Quando o fluxo de energia vital fica debilitado, os chackras não atuam em sua plenitude.

Glândulas refletem a energia vital dos chakras

Consequentemente, não convertem toda energia para glândula correspondente. As glândulas atuam como pequenas indústrias essenciais no organismo, sendo o combustível para o pleno funcionamento, é a energia vital refletida pelo chakra.

Como espelhos refletores de energia, os chakras perdem seu poder de refleti-la, quando os bloqueios são formados. Então estas indústrias essenciais não são estimuladas a trabalhar e o organismo sofre com isso, tornando-se predisposto a contrair doenças.

Quando este bloqueio energético permanece por muitos anos seguidos, a luz que reflete a energia vital cessa totalmente.

Nesses casos, doenças graves são contraídas, como as crônicas: câncer, diabetes, doenças auto imunes etc.

E é essa a mensagem que quero deixar aqui. Temos que mudar nossa vibração, ter amor pelas pessoas.

Por isso, não devemos julgar ninguém, devemos encher o coração de amor pelo planeta, desligar um pouco a TV, admirar a pessoa que você é.

Nada de ficar falando mal da China, do vizinho que está saindo para levar o cachorro passear duas vezes por dia, do feirante que continua montando a feira no seu bairro. Ou até mesmo do texto que está lendo.

Uma professora de constelações familiares que acompanho diz: ‘não sei se gosta do que entrego, mas peço que me veja com olhos de amor’!

Faça coisas boas, sinta amor por você, elogie-se. Ficar reclamando do presidente, do governador, falando mal da China, da Itália, compartilhando mensagens que provocam pânico, medo, com crianças e adultos, irão fazer você atrofiar a sua glândula do timo, diminuindo sua imunidade, dando chance para vírus indesejáveis. Quando estamos em paz, mantemos a porta fechada para qualquer tipo de doença.

Foca no amor, se você não concorda com o comportamento de alguém, com seus pais, marido, sogra, releva. Pense em por que esta pessoa é assim.

De acordo com os ensinamentos de Bert Hellinger ao conhecer a história de vida de um indivíduo, temos que olhar com olhos de amor, uma fila de pessoas que esta atrás dela, não precisamos concordar com elas, mas sim respeitar, pois vieram antes de nós e, para a lei da Hierarquia, somos menores.

Isso vai nos fazer sair bem de toda esta situação e estarmos na egrégora do amor da família, fugindo da repetição das notícias negativas, utilizando ÁGUA, SABÃO E AMOR.

Imagine o poder de todos nós vibrando amor, somos um só. Por isso, não faz sentido brigarmos por cor, sexo, política, religião, estamos todos interligados na teia da vida.

Como dizia Jesus: adquiramos a consciência para fazer a transformação que precisamos fazer em nós, porque através desta transformação é que vamos mudar o mundo.

* Liza Fiorese é psicóloga sistêmica (CRP08/12588), consteladora familiar e membro da Consonare.